Sé Catedral

De inegável valor histórico, arquitetónico e artístico, destaca-se do interior da Catedral o retábulo da capela-mor mandado executar pelo Rei D. Manuel I em 1510-1515. O retábulo, encimado por um sobrecéu gótico, apresenta-se sob a forma de um políptico de grande porte, constituído por talha dourada, completado por esculturas de pequenas dimensões, e pinturas a óleo sobre madeira. O elevado valor deste retábulo advém da elevada qualidade técnica de execução e do facto de constituir o único retábulo do período manuelino que permanece, na íntegra, no seu local de origem.

A Sé do Funchal apresenta ainda um dos mais belos tetos de Portugal, elaborados com madeira da ilha e o cadeiral da capela-mor ostenta o estilo flamengo.

A porta principal exibe linhas góticas, e as peças de talha dourada do século XVII evidenciam algumas características do período manuelino.

A igreja possui também uma excepcional cruz processional, oferecida por D. Manuel I, considerada uma das obras-primas da ourivesaria manuelina portuguesa.