Companhia dos Engenhos do Norte - SoRum

Construído no início do século XX (1927), mas equipado com maquinaria do século XIX, o Engenho do Porto da Cruz é um dos exemplos mais marcantes da importância da cana-de-açúcar na Madeira, e constitui um núcleo museológico de grande importância patrimonial.

Dedica-se exclusivamente à produção de aguardente de cana-de-açúcar/rum de acordo com os processos originais, destacando entre estes a Aguardente “Branca” e Aguardente Envelhecida 970 Reserva.
Se entre Março e Maio, os meses da campanha, podemos experiênciar os sons, os movimentos e os odores da sua fermentação, embora com as limitações consequentes das medidas necessárias de segurança, no resto do ano é possível observar as máquinas e perceber o mecanismo através de dispositivos interativos. No final sugerimos uma visita à Casa do Rum mesmo ao lado do Engenho, onde poderá degustar vários "runs".

Este é um edifício de planta retangular construído em alvenaria basáltica com argamassa de cal, com vãos de vergas curvas e uma grande porta. Tem ainda uma alta chaminé, com 26 metros de altura, de forma cilíndrica construída em tijolo vermelho.
No interior da fábrica existe maquinaria que nos remete para a época da Revolução Industrial.