Forno Da Cal

A produção de cal foi, desde sempre, observada com atenção dada a sua absoluta necessidade para a produção de afazeres vários, principalmente ligados à construção civil.

O Forno da Cal de Câmara de Lobos, situado no sítio da Trincheira, terá sido construído em 1874, por Roque Teixeira de Agrela e, posteriormente foi alvo de obras de restauro e de adaptação no ano de 1914.

Apesar de ter sido novamente restaurado em 1960, e de ter estado ativo até aos anos 70, o forno deixou de funcionar pelo facto de se importar a cal já transformada e devido às inúmeras reclamações da população, pelo odor e fumo resultante da sua laboração.

A Câmara Municipal adquiriu este espaço em 1983, tendo funcionado naquele local uma indústria artesanal de secagem de "peixe gata", um esqualo (Scymnus lichia) dos mares profundos da Madeira.
Atualmente, o forno insere-se no projeto da Frente Mar de Câmara de Lobos, onde se inclui as Salinas e toda a zona da Trincheira, e é considerado Património Local pelo Governo Regional.